Channel Banner

Cultura Pirata 2011

A ideia da pirataria digital contemporânea surge relacionada com as práticas de partilha “não-capitalizada” de conteúdos mediáticos protegidos... (more)

Share this Channel

About this Channel

  • 17,892 viewer minutes

A ideia da pirataria digital contemporânea surge relacionada com as práticas de partilha “não-capitalizada” de conteúdos mediáticos protegidos por leis que permitem a sua exploração comercial. O acesso e a interação com estes conteúdos, geralmente, são determinados pela mediação de um sistema de pensamento que naturaliza o seu usufruto a partir de relações entre as empresas e os indivíduos, através de uma relação contratual que perpassa, na sua maioria, mediante ao seu respectivo pagamento. A abertura excessiva dos fluxos globais de comunicação e informação e a consequente domesticação das tecnologias evidenciam novas formas de consumo entre os indivíduos que, de alguma forma, ultrapassam algumas regras institucionalizadas deste processo, partilhando conteúdos diversos (filmes, músicas, imagens, textos, software, etc.) através de canais próprios no ciberespaço. Ao desafiar as condições de acesso à informação, tal como estão definidas – política e economicamente – na sociedade actual, esta prática introduz um leque variado de questões crescentemente visíveis que têm vindo a ser debatidas em termos legais, financeiros, sociais e mediáticos.Dito isto, o objectivo desta conferência não é diferenciar práticas legais ou ilegais no âmbito do consumo e acesso à informação, mas contribuir para o debate que se abre nas ciências sociais a partir da perspectiva da utilização do ciberespaço como “lugar” aberto e descentralizado – apesar de o seu acesso manter-se ainda restrito, em função de constrangimentos infra-estruturais, financeiros ou de literacia digital, já para não falar nos constrangimentos politico-legais – capaz de promover novas formas de partilha que transpõem uma parte da normatividade das relações pautadas apenas pelo interesse comercial. Acima de tudo, pretende-se debater, nas suas diferentes vertentes, as transformações sociais decorrentes destas novas práticas culturais que configuram aquilo a que chamamos uma “Cultura Pirata”, aqui invocada como forma de localizar as formas alternativas de consumo e partilha que emergem no centro da Sociedade da Informação, tendo sua maior visibilidade através da mediação do ciberespaço. Sem identificar nenhum público preferencial, convidamos a participar desta conferência todas as pessoas interessadas na reflexão acerca das potencialidades e limites da partilha de conteúdos no ciberespaço, contribuindo para o debate em curso sobre práticas, representações, identidades e políticas que são (re)configuradas no seio de uma emergente“Cultura Pirata”.

There are no videos in the library at this time.